Nutricionando | Nutrição, Saúde e Alimentação
Conteúdos (clique para ver)

Se você tem artrite, sabe o quão complicada pode ser essa condição.

Artrite é um termo para uma classe de doenças que causam dor, inchaço e rigidez nas articulações. Pode afetar pessoas de todas as idades, sexos e etnias.

Existem muitos tipos diferentes. A osteoartrite se desenvolve nas articulações com uso excessivo. Outro tipo é a reumatóide, uma doença autoimune na qual o sistema imunológico ataca as articulações (1, 2).

Felizmente, existem muitos alimentos que podem aliviar a inflamação e ajudar a aliviar parte da dor associada à condição.

Uma pesquisa descobriu que 24% das pessoas com artrite reumatóide relataram que sua dieta teve impacto na gravidade dos sintomas (3).

Veja os melhores alimentos para comer caso faça parte desse grupo.

Peixe gorduroso

Variedades de peixes gordurosos como salmão, cavala, sardinha e truta são ricos em ácidos graxos ômega-3, que demonstraram ter efeitos antiinflamatórios potentes.

Variedades de peixes gordurosos como salmão, cavala, sardinha e truta são ricos em ácidos graxos ômega-3, que demonstraram ter efeitos antiinflamatórios potentes.

Em um pequeno estudo, 33 participantes foram alimentados com peixe gorduroso, magro ou carne magra, quatro vezes por semana.

Após oito semanas, o primeiro grupo apresentou níveis reduzidos de compostos específicos relacionados à inflamação (4).

Uma análise de 17 estudos descobriu que tomar suplementos de ácidos graxos ômega-3 diminuiu a intensidade da dor nas articulações, a rigidez matinal, o número de articulações dolorosas e o uso de analgésicos em pacientes com artrite reumatoide (5).

Da mesma forma, um estudo em tubo de ensaio mostrou que esse mesmo tipo de gordura reduziu vários marcadores inflamatórios envolvidos na osteoartrite (6).

O peixe também é uma boa fonte de vitamina D, o que pode ajudar a prevenir a deficiência.

Vários estudos descobriram que a artrite reumatóide pode estar associada a baixos níveis dessa vitamina, o que poderia contribuir para os sintomas (7, 8).

A recomendação é que seja feita a inclusão de pelo menos duas porções de peixe gordo em sua dieta a cada semana para aproveitar as propriedades benéficas antiinflamatórias (9).

Veja também:

Tudo o que você precisa saber sobre o leite

21 Hábitos para uma Vida Saudável

Os principais benefícios do gengibre

Alho

O alho é repleto de benefícios para a saúde.

O alho é repleto de benefícios para a saúde.

Em alguns estudos em tubos de ensaio, o alho e seus componentes demonstraram ter propriedades de combate ao câncer. Eles também contêm compostos que podem reduzir o risco de doença cardíaca e demência (10, 11).

Além disso, a especiaria tem demonstrado um efeito anti-inflamatório que pode ajudar a diminuir os sintomas da artrite.

Algumas pesquisas mostraram que o ele melhora a função de certas células do sistema imunológico para ajudar a fortalecer o sistema imunológico (12).

Em um estudo, os pesquisadores analisaram as dietas de 1.082 gêmeos. Eles descobriram que aqueles que comiam mais alho tinham um risco reduzido de osteoartrite do quadril, provavelmente graças às fortes propriedades antiinflamatórias (13).

Outro estudo de tubo de ensaio mostrou que um componente específico presente nele poderia diminuir alguns dos marcadores inflamatórios associados à artrite (14).

Gengibre

Além de adicionar um sabor extra aos chás, sopas e doces, o gengibre também pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite.

Além de adicionar um sabor extra aos chás, sopas e doces, o gengibre também pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite.

Um estudo de 2001 avaliou os efeitos do extrato em 261 pacientes com osteoartrite do joelho. Após seis semanas, 63% dos participantes experimentaram melhorias na dores dessa região (15).

Outro, realizado em tubo de ensaio, também descobriu que o gengibre e seus componentes bloqueiam a produção de substâncias que promovem a inflamação no corpo (16).

Nesse outro caso, descobriu-se que o tratamento de ratos com o extrato diminuiu os níveis de um marcador inflamatório específico envolvido na artrite (17).

Brócolis

Não é nenhum segredo que o brócolis é um dos alimentos mais saudáveis que existem. Ele também está associado à redução da inflamação.

Não é nenhum segredo que o brócolis é um dos alimentos mais saudáveis que existem. Ele também está associado à redução da inflamação.

Um estudo que analisou as dietas de 1.005 mulheres descobriu que a ingestão de vegetais crucíferos, como o citado acima, estava associada à diminuição dos níveis de marcadores inflamatórios (18).

Ele também contém componentes importantes que podem ajudar a reduzir os sintomas da artrite.

Por exemplo, o sulforafano. Estudos em tubos de ensaio mostraram que ele bloqueia a formação de um tipo de célula envolvida no desenvolvimento da artrite reumatóide (19).

Um estudo em animais também descobriu que o sulforafano poderia reduzir a produção de certos marcadores inflamatórios que contribuem para a mesma condição (20).

Nozes

As nozes são densas em nutrientes e ricas em compostos que podem ajudar a reduzir a inflamação associada à doença articular.

As nozes são densas em nutrientes e ricas em compostos que podem ajudar a reduzir a inflamação associada à doença articular.

Uma análise de 13 estudos mostrou que comê-las estava associado a marcadores reduzidos de inflamação (21).

As nozes são especialmente ricas em ácidos graxos ômega-3, que como já vimos, demonstraram diminuir os sintomas da artrite (5).

Em um estudo, 90 pacientes com o tipo reumatóide tomaram suplementos dessa gordura ou azeite de oliva.

Em comparação com o grupo de azeite, aqueles que receberam ácidos graxos ômega-3 experimentaram níveis mais baixos de dor e foram capazes de reduzir o uso de medicamentos para artrite (22).

Bagas

Toneladas de antioxidantes, vitaminas e minerais são encontrados em cada porção de bagas, o que pode parcialmente explicar sua capacidade única de diminuir a inflamação.

Toneladas de antioxidantes, vitaminas e minerais são encontrados em cada porção de bagas, o que pode parcialmente explicar sua capacidade única de diminuir a inflamação.

Em um estudo de 38.176 mulheres, aquelas que comiam pelo menos duas porções de morangos por semana tinham 14% menos probabilidade de ter um nível elevado de marcadores inflamatórios no sangue (23).

Além disso, as bagas são ricas em quercetina e rutina, dois compostos vegetais que possuem um grande número de benefícios para a saúde.

Em um estudo de tubo de ensaio, verificou-se que a primeira bloqueia alguns dos processos inflamatórios associados à artrite (24).

Outro estudo deu aos ratos suplementação das duas, ambos os quais diminuíram a inflamação relacionada à condição (25).

Se quiser aproveitar esses benefícios de saúde impressionantes, há uma grande variedade de frutas silvestres para escolher.

Morangos, amoras e mirtilos são apenas algumas opções que podem satisfazer o seu desejo por doces e fornecer muitos nutrientes que combatem a artrite.

Espinafre

Os vegetais com folhas verdes, como o espinafre, estão cheios de nutrientes, e alguns de seus componentes podem realmente ajudar a diminuir a inflamação causada pela artrite.

Os vegetais com folhas verdes, como o espinafre, estão cheios de nutrientes, e alguns de seus componentes podem realmente ajudar a diminuir a inflamação causada pela artrite.

Vários estudos descobriram que uma maior ingestão de frutas e vegetais está ligada a níveis mais baixos de inflamação (26, 27).

O espinafre, em particular, contém muitos antioxidantes, assim como compostos que podem aliviar a inflamação e ajudar a combater doenças (28).

Ele é especialmente rico no antioxidante kaempferol, que demonstrou diminuir os efeitos dos agentes inflamatórios associados à artrite reumatóide (29).

Um estudo de tubo de ensaio de 2017 tratou células de cartilagem artrítica com essa substância e descobriu que reduziu a inflamação e preveniu a progressão da osteoartrite (30).

Uvas

As uvas são ricas em nutrientes, em antioxidantes e possuem propriedades anti-inflamatórias.

As uvas são ricas em nutrientes, em antioxidantes e possuem propriedades anti-inflamatórias.

Em um estudo, 24 homens receberam um pó concentrado da fruta ou um placebo diariamente por três semanas. O pó efetivamente diminuiu os níveis de marcadores inflamatórios no sangue (31).

Além disso, as uvas contêm vários compostos que demonstraram ser benéficos no tratamento da artrite. Por exemplo, o resveratrol é um antioxidante presente na pele da fruta.

Em um estudo de tubo de ensaio, ele mostrou potencial para ajudar a prevenir o espessamento das articulações associadas à artrite, bloqueando a formação de células no tipo reumatóide (32).

As uvas também contêm um composto vegetal chamado proantocianidina, que pode ter efeitos promissores para a condição.

Por exemplo, um estudo de tubo de ensaio mostrou que o extrato de semente da fruta reduziu a inflamação relacionada à doença (33).

Azeite de oliva

Bem conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias, o azeite pode ter um efeito favorável sobre os sintomas da artrite.

Bem conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias, o azeite pode ter um efeito favorável sobre os sintomas da artrite.

Em um estudo, os ratos foram alimentados com o óleo por seis semanas. Isso ajudou a parar o desenvolvimento de artrite, reduzir o inchaço das articulações, diminuir a destruição da cartilagem e a inflamação (34).

Em outro, 49 participantes com o tipo reumatóide consumiram óleo de peixe ou uma cápsula de azeite todos os dias durante 24 semanas.

No final do estudo, os níveis de um marcador inflamatório específico diminuíram em ambos os grupos – em 38,5% no grupo de óleo de oliva e entre 40 a 55% no grupo de óleo de peixe (35).

Outra pesquisa analisou as dietas de 333 participantes com e sem artrite reumatóide, descobrindo que o consumo de azeite de oliva estava associado a um menor risco da doença (36).


A dieta que levamos pode desempenhar um papel importante na gravidade e sintomas da artrite.

Felizmente, uma variedade de alimentos com componentes poderosos pode oferecer alívio de ambos, além de promover a saúde em geral.

Juntamente com os tratamentos convencionais, uma alimentação nutritiva contendo gorduras saudáveis, algumas porções de peixe gordurosos e frutas podem ajudar a reduzir alguns sintomas da condição.


Ultima atualização - 2019-07-31