Nutricionando | Nutrição, Saúde e Alimentação
Conteúdos (clique para ver)
  1. O que é a dieta cetogênica
  2. Quais os benefícios da dieta
  3. Desvantagens da dieta
  4. Alimentos permitidos na dieta
  5. Alimentos proibidos na dieta
  6. Sugestão de cardápio
  7. Contraindicações da dieta
  8. A dieta no tratamento contra o câncer

Originalmente utilizada no tratamento de epilepsia, a dieta cetogênica tem como foco a alimentação com a redução da ingestão de carboidratos, aumento do consumo de gorduras e aumento moderado da ingestão de proteínas. Atualmente, a dieta voltou a se popularizar, dessa vez utilizada para o emagrecimento e no tratamento de algumas doenças, como o câncer.

Se você está buscando formas de emagrecer, continue lendo. Nesse texto, você vai entender como a dieta cetogênica funciona, os seus benefícios, as suas contra indicações, além de saber quais alimentos estão permitidos e quais alimentos estão proibidos.

O que é a dieta cetogênica

Criada nos anos 20 e usada principalmente no tratamento de epilepsia, a dieta cetogênica voltou a se popularizar de uns anos para cá, dessa vez sendo usada para acelerar o processo de emagrecimento e também no tratamento adicional de doenças, como o câncer. Ela propõe a redução da ingestão de carboidratos, riqueza no consumo de gorduras e aumento moderado na ingestão de proteínas.

Geralmente considerados a principal fonte de energia para o nosso corpo, já que por meio deles é obtida a glicose, os carboidratos são reduzidos drasticamente na dieta. Isso faz com que o nosso organismo busque energia de outras fontes, como a reserva de gordura presente no nosso corpo.

A queima dessa reserva de gordura causa o surgimento da cetose, um estado fisiológico do organismo e um dos estágios do catabolismo. Isso acontece porque o fígado transforma a gordura em ácidos graxos e corpos cetônicos, usando esses depósitos de gordura como fonte de energia. A cetose também faz com aumente a sensação de saciedade, inibindo a fome por mais tempo.

Sorria e comece a emagrecer com a dieta cetogênica.

Quais os benefícios da dieta

O principal benefício da dieta cetogênica é a rapidez com que acontece o emagrecimento. Com o nosso corpo em estado de cetose, queimando gordura para gerar energia, fica mais fácil perder peso, até mesmo aquela gordura abdominal.

Além disso, a dieta não compromete a sua massa muscular, já que com a ingestão moderada de proteínas o corpo não precisa utilizar a proteína dos músculos para produzir glicose. Dessa forma, evita-se a perda de massa magra.

Uma alimentação rica em gorduras e proteínas causa maior sensação de saciedade, inibindo a fome e auxiliando a perda de peso. Outra vantagem é que, como a dieta reduz o nível de gordura corporal, diminui também o colesterol ruim além de aumentar o controle de insulina, delimitando os fatores de risco para doenças cardíacas e diabetes.

É importante ressaltar que para maior eficiência de qualquer dieta, ela deve ser combinada com a prática de exercícios físicos regulares, além de muita hidratação. O indicado é que o consumo de água deva ser de 2 a 3 litros por dia, dependendo dos seus fatores fisiológicos.

Desvantagens da dieta

A falta de carboidratos pode ter alguns efeitos negativos no seu corpo, como fadiga, dores de cabeça, cansaço, mau humor e dificuldade de concentração, hipoglicemia e aumento dos níveis de colesterol.

A fadiga e as dores de cabeça podem ocorrer pelo excesso de corpos cetônicos no nosso organismo. Já o cansaço, pela falta de carboidratos, que também aumenta a dificuldade de concentração.

A dieta cetogênica também pode afetar o humor, já que o corpo precisa de carboidratos para levar o triptofano ao cérebro, substância essencial para a síntese de serotonina, ponto chave na modulação do humor e do bem estar.

O baixo nível de açúcar no sangue – a hipoglicemia – também é uma das consequências da redução de ingestão de carboidratos, podendo levar a desmaios. O aumento do consumo de gorduras pode levar ao aumento dos níveis de colesterol, já que as gorduras saturadas – permitidas na dieta – são responsáveis pela elevação do colesterol LDL, conhecido como colesterol ruim.

Pirâmide da Dieta Cetogênica

Alimentos permitidos na dieta

Os alimentos permitidos no cardápio da dieta cetogênica são principalmente fonte de gordura e proteínas, como:

  • carnes;
  • peixes;
  • ovos;
  • embutidos como presunto, linguiça e bacon;
  • molhos como maionese e mostarda;
  • amendoim, noz, avelã e castanha;
  • frutas, verduras e legumes;
  • azeite, óleos, manteiga e margarina;
  • sementes como linhaça, chia e girassol;
  • queijos, cremes de leite e iogurtes sem açúcar.

Nessa dieta, deve-se consumir a mesma quantidade de frutas de uma dieta normal, sem elevar a quantidade. Ou seja, de 3 a 4 porções por dia.

Alimentos proibidos na dieta

Durante a dieta, deve-se evitar a qualquer custo a ingestão de carboidratos. Os alimentos proibidos são: arroz, macarrão e milho; pizza, lasanha e iogurtes com adição de açúcar; pães e torradas; feijão, soja, ervilha e grão-de-bico; leite e achocolatado em pó; açúcar e adoçantes; farinha de trigo e aveia; batata; bolos, doces, biscoitos e chocolates; frutas com alto teor de açúcar e alimentos industrializados.

Sugestão de cardápio

O que não falta são sugestões de cardápio para conseguir manter uma alimentação saudável, balanceada e cheia de sabor sem precisar sair da dieta. Criatividade e foco são os melhores aliados na hora de montar a sua rotina de refeições.

Abaixo, colocamos algumas sugestões do que pode ser consumido em cada momento do dia, mas as opções de combinações são inúmeras e variam de acordo com a disponibilidade e gosto de cada um.

  • Café da manhã: Omelete feito com até dois ovos e recheio de legumes; ovos mexidos com peito de peru e manteiga; abacate; fatia de queijo coalho ou queijo minas, uma xícara de chá verde ou um copo de suco verde.
  • Lanche da manhã: Porção de frutas; castanhas de caju.
  • Almoço: Picanha com brócolis; salada verde com azeite; frango, peixe ou frutos do mar.
  • Lanche da tarde: Castanhas ou abacate; queijo coalho ou queijo minas; abacate.
  • Jantar: Omelete ou ovos fritos na manteiga; frango grelhado; salada verde temperada com azeite.

Contraindicações da dieta

A dieta cetogênica não é indicada para pessoas acima de 65 anos ou pessoas com histórico de doenças como insuficiência hepática ou renal, doenças cardiovasculares ou pacientes em tratamento com medicamentos a base de cortisona.

O ideal é sempre procurar um médico ou um nutricionista e seguir as suas instruções, já que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a distribuição de macronutrientes para uma pessoa saudável seja de 55 a 75% de carboidratos, 10 a 15% de proteínas e 15 a 30% de gorduras, entretanto esses valores variam de pessoa para pessoa.

A dieta no tratamento contra o câncer

Alguns estudos apontam que a dieta pode ser usada no tratamento contra o câncer. Isso acontece porque, ao reduzir o consumo de carboidrato, o nível de glicose no sangue também reduz.

A glicose funciona como combustível para as células cancerígenas que, sem ela, encontram dificuldades para crescer e se multiplicar, ajudando a controlar o avanço da doença.

A eficácia da dieta no tratamento contra o câncer não é comprovada. Portanto, é importante consultar um médico e aguardar o seu consentimento antes de aderi-la. A dieta também não substitui, de maneira alguma, os tratamentos convencionais.

Veja também:

Alimentos para a sua Dieta sem Glúten

Dieta Slow Carb: Guia Completo

Dietas para emagrecer e também mantém você saudável


Ultima atualização - 2019-07-21